quarta-feira, 8 de julho de 2015

Governador acusa ministro do Turismo de priorizar recursos para cidades que o apoiaram

robinson-Faria-Cedida
Em entrevista a um programa de rádio em Natal, o governador Robinson Faria (PSD) declarou que o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB), não tem sido parceiro do Estado. O governador ainda acusou o ministro de usar critérios políticos para a destinação de recursos federais.

“A crítica (de Henrique) tem motivação política, não tem motivação técnica. Se o ministro quisesse ajudar o nosso estado a ganhar o HUB (central de voos) da TAM, ele deveria liberar os convênios importantes para obras do turismo em Natal”, declarou.

Como exemplo, Robinson Faria citou um convênio do Estado com o governo federal que ele considera importante na área do turismo: “O Museu da Rampa, por exemplo, é uma obra importante, porque vai contar a história da Segunda Guerra Mundial. É uma atração histórica para quem visita Natal”.

O chefe do Executivo acusa o ministro de fazer política com dinheiro público: “Ele (Henrique) está direcionando as verbas do Ministério do Turismo para as prefeituras ligadas politicamente a ele, onde foi votado para governador”. E reforça que o ministro não age como parceiro do Estado. “Ele critica, mas na hora do ministério ser parceiro do Estado [cadê?]. Até agora eu não vi essa parceria”, diz.

A equipe de reportagem do jornal O Mossoroense tentou contato com o ministro do Turismo, através da sua assessoria de comunicação, mas não obteve êxito.

O Mossoroense

Nenhum comentário:

Postar um comentário