terça-feira, 15 de setembro de 2015

Prefeito Vilton Cunha pedirá urgência na liberação de recursos para adutora em reunião nesta terça, 15, em Brasília

  “Currais Novos tem que vencer essa crise”. A declaração do prefeito Vilton Cunha à imprensa local e à TV Assembleia na manhã desta segunda-feira (14), detalha parte do discurso que o gestor municipal terá durante reunião que acontecerá na tarde desta terça-feira (15) em Brasília com a bancada federal do Rio Grande do Norte (deputados e senadores), Governo do Estado, e Ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, onde na ocasião os participantes irão pedir que o governo federal libere de forma urgente os recursos para a conclusão da adutora de engate rápido de Currais Novos e Acari. O prefeito Isaías Cabral, de Acari, também deverá participar do encontro.

  Durante entrevista ao jornalista Sérgio Farias, Vilton disse que o momento crítico e de calamidade pela falta d’água exige que os governos estadual e federal atuem fortemente para minimizar o sofrimento dos municípios potiguares em crise. “Caso se confirme as previsões de que 2016 será mais um ano de estiagem, teremos um ‘desastre’ que atingirá as populações do semiárido e a economia caso não aconteçam ações urgentes dos governos”, disse Vilton. Sobre as soluções imediatas para amenizar a falta d’água em Currais Novos, o prefeito citou o abastecimento da estação da CAERN por caminhões-pipa e a implantação de chafarizes em diversos pontos da cidade como meios de fornecimento d’água, e, além disso, a “Operação Pipa” na zona rural. “No Ministério vamos pedir que o Governo nos ajude com a Defesa Civil e Exército para melhoramos o abastecimento da zona urbana através da Operação Pipa”, comentou o prefeito.

MAIS AÇÕES  Além dos chafarizes instalados e outros que deverão ser construídos em caráter de urgência essa semana na zona urbana, a Prefeitura de Currais Novos irá construir valões no Açude Dourado para captar água que abastecerão carros-pipa; solicitar ao Ministério da Integração caixas d’água de 5 mil litros para os chafarizes; além de pedir estudos à CAERN e Defesa Civil para que a água da “Operação Pipa” seja captada em adutoras próximas à Currais Novos (Serra de Sant’Ana e Monsenhor Expedito), onde atualmente é feita em Macaíba, o que diminuiria a distância e tempo para o fornecimento d’água às comunidades rurais. Caso haja celeridade na construção da adutora de engate até São Vicente e Florânia neste mês, a captação d’água da adutora Serra de Sant’Ana será mais eficiente para abastecimento de Currais Novos e Acari.

Nenhum comentário:

Postar um comentário