sábado, 15 de abril de 2017

Prefeito do Assú ‘blinda’ secretários condenados e suspeitos de corrupção

Com oito ministros investigados a partir das delações da Odebrecht, o presidente Michel Temer já avisou que só após as eventuais denúncias afastará os assessores dos cargos, mas o prefeito do Assú Gustavo Soares que tem predileção por suspeitos de corrupção, não vai demitir nenhum dos réus que exercem os cargos de secretários, consultores e diretores da Prefeitura do Assú.
 
Todos os que são condenados pela Justiça e outros que são suspeitos da prática de crimes de improbidade administrativa, peculato e formação de quadrilha pelo Ministério Público, estão blindados pelo prefeito do Assú Gustavo Soares, do PR. Na contramão da Lava Jato, a Prefeitura do Assú virou um refúgio seguro para criminosos que desviaram dinheiro público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário