segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Acreditando no “Tapetão” pra proibir Lula de ser candidato, partidos golpista querem tira vantagem.

DEM voltou a trabalhar com a hipótese de convencer Luciano Huck a se candidatar à Presidência da República no ano que vem

O julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em segunda instância foi marcado para 24 de janeiro e a definição da data reforçou a movimentação de partidos para lançar seus próprios candidatos ao Palácio do Planalto.

A chance do petista ficar fora das eleições de 2018 fez com que dirigentes de siglas como DEM, PMDB, PSD e PSB considerassem abrir espaço para candidaturas alternativas.

De acordo com a Folha de S. Paulo, o DEM voltou a trabalhar com a hipótese de convencer Luciano Huck a se candidatar à Presidência da República no ano que vem.

Embora o apresentador da TV Globo tenha afirmado que não disputará o Planalto, integrantes do comando da legenda mantiveram contato com ele, pois acreditam que podem convencer Huck a voltar a considerar essa hipótese, tendo em vista que Lula pode ficar inelegíel. Se Huck mudar de ideia, deve se filiar a um partido até o início de abril.

Ainda segundo a reportagem, dirigentes do DEM avaliam que o apresentador conseguiria atrair boa parte do eleitorado do petista e planejam oferecer o partido como plataforma para esse projeto.

Além do plano Huck, os democratas avaliam os nomes do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), e do prefeito de Salvador, ACM Neto, para concorrer às eleições.

Nenhum comentário:

Postar um comentário